Título: Ladrões de Sonhos (Vol. 2 - A Saga dos Corvos)
Título Original: The Dream Thieves
Autora: Maggie Stiefvater
Nº de Páginas: 434
Editora: Verus
Nota: 5/5









Eu tento me controlar mas quando o Prólogo de um livro é arrasador, não consigo esperar nada menos do que uma história arrasadora.


(essa foto ta péssima, né? rs)

A última frase de Os Garotos Corvos é de Ronan e é a deixa para a continuação da história, perfeitamente escrita em Ladrões de Sonhos.

No primeiro livro da Saga, fomos apresentados aos personagens principais e Gansey teve um destaque maior. Em Ladrões de Sonhos é a vez de explorar a personalidade de Ronan Lynch, o que faz com que Gansey e Blue, assim como Adam e Noah, passem momentaneamente para o rol de personagens secundários. Achei isso tão, mas tão perfeito! Porque nós já sabemos que eles não são meros coadjuvantes na história, mas apenas neste livro, onde dão licença para que Ronan se sobressaia. É muito melhor que a autora coloque alguns personagens momentaneamente em segundo plano, do que tentar colocar todos em primeiro plano e fazer uma tremenda confusão na história, assim como a Lauren Oliver fez em Réquiem

Enquanto Ronan fica cada vez mais transparente aos olhos do leitor, a busca por Glendower continua e os personagens continuam a descobrir os mistérios que envolvem a floresta encantada Cabeswater. Blue e Gansey estão se aproximando um pouco mais apesar de romance ainda não ser (e espero que não seja mesmo, apesar de ser bem bonitinho rs) o foco da Saga.

Antes, Gansey tinha controle sobre os outros três garotos corvos fazendo o papel de um líder mas após o sacrifício, as coisas mudaram. Ronan descobriu muito a respeito de seus sonhos e do legado deixado pelo pai; Adam está cada vez mais seguro de que pode agir por si só para conquistar seus objetivos, o que faz com que ele e Gansey tenham frequentes discussões.

Os Garotos Corvos traz Gansey em primeiro plano ao passo que divulga bastante detalhes sobre a vida de Ronan para então, dar continuidade à sua história neste segundo livro.
Ladrões de Sonhos é sobre Ronan mas Adam tem sua cota de destaque, o que me fez imaginar que o próximo livro será sobre ele. Estou tão ansiosa!! :)

O coitadinho do Noah nem aparece muito nesse livro mas existe um motivo para isso, então a autora está perdoada.
"A questão sobre Ronan Lynch, Adam havia descoberto, era que ele não gostava de -- ou não conseguia -- se expressar com palavras. Então cada emoção tinha de ser soletrada de alguma outra maneira. Um punho, um fogo, uma garrafa. (...) e ele precisava extravasar sozinho com seu corpo. Pela janela traseira, Adam viu Ronan pegar uma pedra no acostamento e jogá-la no mato."


Eu adorei cada um dos garotos corvos. As personalidades deles são atrativas de formas diferentes e Ronan já tinha prendido a minha atenção no primeiro livro por ter a mente mais perturbada dentre todos os outros, então Ladrões de Sonhos foi sensacional pra mim porque eu pude conhecer tudo a respeito do comportamento de Ronan; da origem da Motossera - o corvo de estimação - e também um pouco mais sobre a família Lynch.

É insensato dizer que o livro é ruim porque Ronan é o destaque (assim como vi pessoas dizerem). É quase inconcebível! O título da história tem a ver com ele; ele está na capa... então o que se pode esperar? A história dele é demais e tão intensa quanto (ou ainda mais) que a busca por Glendower ou que um iminente romance proibido.

Já disse e enfatizo: a escrita da autora é maravilhosa! Um bom autor sabe escolher suas palavras e nesse quesito, a Maggie  minha amiga dá um show!

A edição de Ladrões de Sonhos, assim como a edição de Os Garotos Corvos, é linda. O espaçamento e o tamanho das letras estão perfeitos.

O livro é de encantar. Daqueles que mesmo quando você acaba, fica lembrando dos personagens como se eles tivessem saído da história (ou dos seus sonhos) e estivessem ali com você o tempo todo.

Se você nunca tivesse visto as estrelas, velas seriam o suficiente.

Ladrões de Sonhos se tornou um dos meus livros favoritos!


Artigos relacionados:




Quote da Semana

"Somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal. E mesmo que exista muita coisa que eu não possa dizer para eles, é bom me sentir parte de um grupo." (Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira)

2 comentários:

  1. Oi Luciana,
    Parece ser um livro legal. A sinopse me chamou atenção, e sua resenha está ótima! Fora os quotes incríveis que você separou. Fiquei curioso pra ler. rs
    Ps: seguindo o/

    Até mais,
    http://entreserieselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Lu já tinha visto alguma coisa sobre o livro, mas nunca habia me interessado, agora com sua resenha fiquei curiosa!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Não deixe de comentar...

Topo