Criei o Página 150 baseando-me na coluna Li até a página 100 e...
Na maioria das vezes, minha opinião sobre o livro começa a se formar após a página 150. Então resolvi dar um up na coluna,  que agora descreverá a página 150 ao invés da página 100.
Também resumi o nome, que era extenso e nem sempre tinha uma encaixe legal em meio ao texto. 

Responderei basicamente as mesmas perguntas da outra coluna, só que em formato de texto. Será uma introdução para a resenha final do livro. Algo propositalmente superficial, que trará comentários sobre o livro num todo, sem grandes explicações sobre os detalhes da história. Além disso, vou postar algumas fotos do livro.

Vamos lá?

A Outra Vida - Susanne Winnacker

A Outra Vida trata-se de uma distopia onde a América do Norte é tomada por uma epidemia de raiva que contagiou muitos moradores. Os contaminados viraram mutantes que alimentam-se de seres humanos. O governo prometeu que seriam apenas alguns meses até que a epidemia fosse controlada e que neste meio tempo, todos os cidadãos deveriam se refugiar em abrigos até que a situação estivesse controlada. Porém, já passaram-se anos. O policiamento não existe mais e o governo, que prometera ajuda, nunca deu as caras.  Agora, os poucos habitantes que restaram estão vivendo em condições precárias, sem água ou comida. Mas se saírem de seus abrigos em busca de recursos, correm o risco de serem assassinados pelas criaturas aterrorizantes que agora vagam pelas ruas.

A personagem principal é Sherry, que vive em um abrigo com sua família. Ela não chega a ser uma Katniss da vida, mas até que se vira direitinho e, quando seu pai é raptado por Chorões, ela não mede esforços para encontrá-lo.

A primeira e a última frase da página 150 são, respectivamente:

Alguns anos atrás, não conseguia atirar em nada além de pombos de argila, mesmo quando ia caçar com meu pai.

Corri, levantei a cabeça e fechei os olhos, deixando que os pingos caíssem em meu rosto (...)


O melhor quote até agora foi:

"A força da mente é o que diferencia os sobreviventes das vítimas." pág. 98



A diagramação da capa é perfeita! Tudo a ver com a história. 
(Clique nas imagens para ampliá-las)



As letras do nome do livro são em alto relevo.
(Clique nas imagens para ampliá-las)




A lombada é estilizada com o tema. Olha só as mãozinhas e os rostos macabros.
(Clique na imagem para ampliá-la)



Contracapa, folha de rosto e detalhe da capa:
(Clique nas imagens para ampliá-las)



Orelhas:
(Clique nas imagens para ampliá-las)





Marca páginas e logotipo da editora:
(Clique nas imagens para ampliá-las)




Até aqui, a história tem sido boa e carregada de ação. Porém, como eu adoro profetizar, já vi um ponto previsível. Veremos o que se passa daqui para a frente e se realmente estou certa. Contarei tudo, com detalhes, na resenha que estará por aqui assim que eu terminar a leitura.

Beijoo!!
Lu



Artigos relacionados:




Quote da Semana

"Somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal. E mesmo que exista muita coisa que eu não possa dizer para eles, é bom me sentir parte de um grupo." (Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira)

Um comentário:

  1. Pela sua resenha me deixou com vontade de ler haha, que massa o marcador de página do livro *O*
    Seu blog é fofo! Comecei um blog, ele é básico mas fiz com muito amor, dá uma visita? Beijos
    www.doceliterario.wordpress.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Não deixe de comentar...

Topo