Salvo o problema que tive com os Correios, até hoje tive pequenos mal entendidos em minhas trocas tanto pelo Plus (sistema de trocas do Skoob) quanto Livro x Livro. Estes poderiam ter sido evitados se eu tivesse me atentado a "pequenos" detalhes.

É imprescindível observar algumas coisas para obter sucesso nas trocas de livros:

#1. Consulte as referências.

Algumas pessoas possuem listas de referências das pessoas com quem já fizeram trocas. Consulte as pessoas da lista a fim de descobrir se vale a pena realizar a troca. Nem todo mundo que não tem referências é desonesto mas se você ficar desconfiado, você tem a opção de pedir que a outra pessoa envie o livro primeiro.



#2. Esclareça qual é o estado do livro.

Pergunte a respeito de manchas, riscos, dobras, orelhas e etc...
Eu já recebi livro com o nome do antigo dono escrito à caneta na folha de rosto. Se você tem a intenção de trocar um livro, não escreva seu nome nele porque, não sei se você sabe... mas a partir do momento que você troca, ele não é mais seu.



#3. Embale bem para que chegue inteiro.

Embale o livro em PLÁSTICO antes de embrulhá-lo em papel. Qualquer plástico serve, até sacola de supermercado. Eu sei que na sua cidade ta fazendo um sol extraordinário mas na cidade do destinatário pode estar chovendo e, você não quer que ele receba um livro se desmanchando. Além do mais, o plástico protege o livro de quaisquer outros problemas, como sujeira, no caso de o envelope rasgar. Ou mesmo a deterioração causada pelo manuseio de um carteiro pouco cuidadoso...



#4. Escolha o serviço que é seguro para o livro e bom para o seu bolso.

Os Correios permitem que livros sejam enviados na modalidade IMPRESSO, cujo preço sai muito mais em conta e você pode (e deve!) adicionar o REGISTRO MÓDICO que é o código de rastreio utilizado para acompanhar o andamento da encomenda.
Por "Impresso Módico" você pode enviar livros de até 5kg e ainda pode declarar o valor do objeto para que, apresentando a nota, você possa ser ressarcido em valor integral ao que foi declarado, caso a encomenda "se perca" misteriosamente pelo caminho.

*Eu não sabia disso quando perdi o Kurt. :(

Alguns atendentes desavisados insistem que o Impresso Módico só permite encomendas de até 500g quando na verdade é o sistema deles que está apenas parcialmente habilitado para o serviço.
Se, por conta disso, você precisa se deslocar até a agência central para enviar seu livro como Impresso ou pagar mais caro para enviar por PAC, não hesite: RECLAME.
Faça como eu, que depois do episódio do Kurt, nunca mais me conformei com serviços mal prestados. O site diz que todas as agências realizam o serviço então elas têm que realizar! Reclame aqui e eles providenciam o serviço rapidinho. Experiência própria.



#5. Reclame mais um pouco.

Em caso de demora além do normal na entrega, entre em contato com os Correios imediatamente. É preciso informar seus dados e os dados do destinatário.
Quando a encomenda está tristemente "esquecida" em algum cantinho, eles logo a encontram e se encarregam de levá-la ao seu destino. Quando a entrega acontece, eles te enviam um e-mail dizendo que a entrega foi efetuada. Assim, como se nada tivesse acontecido... Como se seu pacote já estivesse o tempo todo a caminho antes mesmo de você reclamar. Aham.



#6. Não seja complacente com pessoas que agem de má fé! Exija o que é seu!

Em caso de furto, primeiramente tente negociar amigavelmente com a contraparte. Se, assim como eu, você for bloqueado em todas as redes sociais e não conseguir entrar em contato, recorra a algum "grupo" ou "fale conosco" existente no site onde a troca ocorreu.
Após muitas tentativas e muito nervoso ainda não conseguiu resolver? Crie um dossiê com as provas do crime: e-mails, prints ou página impressa dos recados trocados, mensagens em redes sociais, nome e endereço do sujeito que agiu de má fé, etc... Procure a delegacia de polícia mais próxima, levando consigo o dossiê ou entre em contato com a delegacia de crimes virtuais de seu estado. Aqui em São Paulo isso pode ser feito através do e-mail: 4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 2221-7030.

Ps: eu não precisei ir à delegacia. Bastou entrar em contato com a família deste ser para que, além do meu caso, todos os outros que ela tinha pendentes no Skoob se resolvessem. Nada como entregar as atitudes de uma caloteira para as pessoas que ela mais ama...



Não é possível afirmar que seguindo estas dicas, sua troca será um sucesso. Mas a probabilidade de ser um fracasso caso você não se atente a estes detalhes é grande.

Alguns sites onde é possível realizar trocas de livros: Skoob, Trocando Livros, Livra Livro
Vai fazer uma troca Livro x Livro no Skoob? Não deixe de consultar a Lista Negra.

Boas trocas e até mais!





Artigos relacionados:




Quote da Semana

"Somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal. E mesmo que exista muita coisa que eu não possa dizer para eles, é bom me sentir parte de um grupo." (Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira)

9 comentários:

  1. "Embale bem para que chegue inteiro." DE PREFERÊNCIA COM PLÁSTICO BOLHA.
    Eu deixo isso bem claro ESTAMPADO mural do meu skoob. IUASIUSIUASHIUAS, até hoje, em minhas trocas, eu não tive problemas (ainda bem), mas troquei apenas algumas vezes...
    Eu gosto de colocar meu nome e datar os meus livros, principalmente aqueles que eu tenho certeza que vou ficar pra sempre. <3

    Essas dicas são super úteis. :D

    Beijinhos.
    www.november92.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu até tinha escrito a respeito do plástico bolha mas nem sempre dispomos dele e muitas pessoas deixam de plastificar só porque não tem o plástico bolha em casa.
      Outro plástico que é bom e que eu uso muito também, são aqueles saquinhos A4.

      Sinceramente, eu sou daquelas pessoas que acham um crime pegar uma caneta e escrever em um livro. rs
      Não me vejo fazendo isso e é por isso que também não gosto de pegar livros com nome de outra pessoa.
      Mas vai de cada um.

      Beijooo

      Excluir
  2. Adorei as dicas. Nunca troquei livros justamente por receio de ter problemas.
    Mas há um tempo venho pensando em abrir um espaço de trocas no blog.
    E seu post será bem útil :)
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo depois de passar por algumas coisas e ler relatos de pessoas que se deram mal trocando seus livros, eu ainda defendo as trocas. Seja pelo Skoob, por outros sites ou até mesmo pelo blog, como você quer fazer. Acho totalmente válido trocar livros que não temos a intenção de reler. Se precisar de alguma informação adicional sobre trocas, pode falar comigo, Soraya. Virei expert no assunto. hahaha

      Beijoo

      Excluir
  3. Excelentes dicas amore! Não conhecia a Lista Negra acredita? Agora, vou consultar sempre. Beeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre soube da lista negra mas nunca consultei, Bia. O que é um erro, viu...
      Vamos passar a consultar, sim. Isso pode evitar grandes dores de cabeça.
      Porque vou te falar...a pessoa pegar seu livro e você ficar a ver navios... olha, é indescritível o tamanho da revolta! Eu nem passei por isso e já pude sentir o gosto amargo de ser enganado.

      Beijoo

      Excluir
  4. É isso ai!
    Tem um monte de safado no skoob, tcs tcs tcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não senhora! A maioria das pessoas que trocam livros no Skoob é honesta. Mas, como em todo lugar, sempre aparece alguém querendo se dar bem às custas dos outros.

      Excluir
  5. Oi Luciana, adorei suas dicas, mas eu prefiro nem utilizar esse serviço do Skoob por medo de que um livro chegue para mim com defeito, ou outro problema. Não quero me incomodar. Como existe muita gente que cuida super bem de seus livros, existem aqueles relaxados que querem tirar vantagem. beijão!

    http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Não deixe de comentar...

Topo